06/10/2017 às 17h17 - Atualizado em 06/10/2017 às 17h55

O pequeno Arthur precisa de você

LORRAN FRANÇOIS BARENTIN

ITAPEMA

O pequeno Arthur Soares Antônio, de apenas três meses, mobilizou as redes sociais catarinenses nos últimos dias. A comunidade barriga verde se uniu para tentar ajudar a família do bebê a encontrar um doador de medula óssea compatível. Ele foi diagnosticado no dia 12 de setembro como portador da Leucemia Linfoide Aguda – LLA, associada com uma translação de gene, e desde então sua família enfrenta uma luta diária pela sua vida.

Arthur está internado no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, e é tratado pela equipe de Oncologia da instituição. Segundo os médicos, como Arthur é praticamente um recém-nascido, a quimioterapia pode ter uma reação extremamente agressiva, resultando possivelmente no agravamento do quadro clínico.

A translação no gene MLL t11q23, o que faz a leucemia de Arthur ser considerada uma das piores na medicina, coloca o transplante de medula óssea a melhor solução, mesmo com as possibilidades de cura serem remotas: a chance de encontrar um doador compatível é de 1 em cada 100 mil pessoas, em média.

A família reside em Itapema. No começo desta semana, os pais do garoto, Lucas Antônio e Thianaiara Soares, montaram uma campanha de divulgação. E foi com o sentimento de responsabilidade social que o Jornal Razão trouxe este apelo ao seu público leitor.

Quem deseja ser um doador deve primeiramente ter entre 18 e 55 anos e se dirigir ao Hemosc, que em Floripa fica localizado na Av. Othon Gama D'Eça, 756, no Centro. Os voluntários precisam levar em mãos documento de identidade. Lá, basta informar ao atendente que deseja ser um doador de medula.

O procedimento é simples: será retirado 5 ml do seu sangue para que você seja cadastrado no REDOME – Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea. Ali o banco de dados verifica se há compatibilidade entre você e alguém que precise de doação. Caso positivo, uma equipe entra em contato e convida para prosseguir com a doação.