07/12/2017 às 08h08 - Atualizado em 07/12/2017 às 09h58

Prefeito diz não ao Ecoparque

Karina Peixoto Silva

TIJUCAS

O prefeito Eloi Mariano Rocha e o vice-prefeito Adalto Gomes estiveram na comunidade de Nova Descoberta na última sexta-feira (1) para participar de uma audiência pública organizada pela comunidade local. O motivo foi discutir a possível implantação de um ecoparque no bairro de Nova Descoberta.

O projeto, da empresa Foxx Haztec, visa à implantação de uma central de processamento de lixo em uma área verde da localidade, o que segundo os moradores traria inúmeros reflexos negativos para toda região. Tanto que, além de vereadores de Tijucas, vereadores de Canelinha também participaram da audiência demonstrando preocupação com as conseqüências que este empreendimento pode gerar, também, ao município vizinho.

Esta não é a primeira vez que o prefeito visita a comunidade para debater a instalação deste ecoparque. Há alguns meses, logo após ter sido procurado pela empresa para apresentação do projeto de instalação na cidade, o prefeito de Tijucas convocou uma reunião no bairro para ouvir a opinião dos moradores. Diante da resposta negativa, o posicionamento da administração municipal tem sido o de acompanhar o desejo da comunidade e por isso, é contrária à instalação.

“Enquanto a comunidade for contrária à instalação deste ecoparque, nós, da Administração Municipal, também seremos”, disse o prefeito.

Para reforçar os efeitos negativos do projeto, ele também apresentou em primeira mão aos moradores, o parecer técnico que será entregue pela prefeitura à empresa proponente. O documento oficializa o posicionamento contrário da prefeitura elencando uma série de motivos para a não instalação do empreendimento. Entre elas, estão questões ambientais, já que no imóvel onde se pretende construir o ecoparque estão dois cursos de água e uma nascente.

Outro ponto avaliado foi quanto aos acessos e aos possíveis danos à malha viária do município devido ao elevado número de caminhões que transitará pela cidade. Segundo a própria empresa, ao todo, 32 caminhões trem-tipos carregados de toneladas de resíduos, passarão diariamente pelas vias urbanas de Tijucas até chegar à Nova Descoberta.

Diante de todos os motivos expostos e do pedido da comunidade local para que a prefeitura não libere a licença de construção da empresa, o prefeito se manteve ao lado dos moradores e garantiu que seguirá contrário ao empreendimento.

Movimento local

Além de organizar a audiência, convidando representantes do poder público e da imprensa, a associação de moradores da localidade Nova Descoberta também mobilizou a comunidade local a protestar de forma pública contra o projeto. Assim, antes da reunião diversos moradores participaram de uma passeata com faixas e cartazes. Eles também ecoavam em coro que “a Nova Descoberta não pode se transformar em um lixão”.

Confira aqui o Parecer Técnico da engenharia da Prefeitura.

 

Sidnei Miranda (Rádio Vale)