11/08/2017 às 16h16 - Atualizado em 11/08/2017 às 16h51

Um simpático e dedicado garçom

TIJUCAS
ATENCIOSO. Nivaldo Alves da Silva atua no restaurante das Nogueiras há sete anos

“Aqui, no Restaurante das Nogueiras, percebi que ser garçom é a profissão da minha vida. Sou muito realizado trabalhando nessa área”

O Dia do Garçom é comemorado anualmente em 11 de agosto. Esta sexta-feira celebra a atividade dos profissionais mais adorados ou “odiados” dos restaurantes, bares e lanchonetes. Os garçons são os responsáveis pelo bom atendimento e agilidade no serviço de fornecimento de comidas e bebidas. Esse profissional é uma peça fundamental, assim como os membros da cozinha e balcão, para tornar um estabelecimento famoso, com boa procedência e qualidade.

O garçom pode trabalhar também somente servindo e recolhendo ou trocando pratos, copos e talheres já usados, em festas, eventos e no cotidiano do estabelecimento onde trabalha. Este profissional, além do seu salário, geralmente ganha uma taxa de 10% de comissão, que é inclusa na conta do cliente, e também gorjetas, mas os extras são opcionais.

Muitas vezes com atendimentos personalizados, garçons se transformam em personagens "folclóricos" da história de um bairro, comunidade ou mesmo cidade. E, claro, um bom garçom deve ser um poço de tolerância e paciência, porque nem sempre os clientes sabem ser educados. Existe pouca literatura sobre o porquê do Dia do Garçom ser comemorado em 11 de agosto, mas o importante é que eles foram lembrados por quem instituiu a data.

Esta profissão não requer uma formação específica. Entretanto, para se destacar no mercado de trabalho é muito importante se capacitar e se atualizar realizando cursos, participando de workshops e treinamentos que objetivam melhor atender clientes e bem representar o estabelecimento em que trabalha. Há centenas de excelentes garçons nas regiões do Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda. São valorosos homens e mulheres dignos de muito reconhecimento.

Um garçom exemplar

Vislumbrando um futuro promissor, Nivaldo Alves da Silva, natural do município de Garanhus-PE, trocou o estado de Pernambuco para residir na capital de São Paulo. Ainda jovem Alves trabalhou em diversas áreas até tomar a decisão que mudaria completamente a sua vida. Em dezembro de 2009, convidado por familiares que residem em Tijucas, o pernambucano aceitou o desafio de vir morar e se sustentar trabalhando em território tijuquense. Ele relata que esta foi a maior audácia da sua trajetória, e ainda, que não se arrepende nem um pouco de ter tomado essa iniciativa.

Precisando de emprego, Nivaldo aceitou o convite de um primo para trabalhar como garçom. Foi a sua primeira e única profissão exercida no município até hoje.
“O cargo de garçom na Lanchonete e Pizzaria Chalezinho foi meu primeiro emprego na cidade. Ali criei gosto pelo ofício”, comenta.

A experiência na culinária contribuiu para que Nivaldo aceitasse a oportunidade. Em São Paulo ele atuou na cozinha de alguns restaurantes.
“Tive a satisfação de trabalhar em restaurantes da capital paulista. Foram muitos aprendizados na culinária, sempre gostei desse segmento. Fazer parte da equipe de um restaurante é gratificante”, relata.

No ano de 2009 o garçom ingressou no seu segundo emprego em Tijucas, foi contratado pelo Restaurante das Nogueiras, localizado no Centro, na rua Mário C. Cirilo, nº 220. Se esforçando ao máximo todos os dias para bem atender todos os clientes, criou a certeza de que essa é a profissão da sua vida. Já são sete anos atuando ali.
“Aqui, no Restaurante das Nogueiras, percebi que ser garçom é a profissão da minha vida. Sou muito realizado trabalhando nessa área”, enfatiza.

Apesar da realização profissional, a rotina do trabalhador não é nada fácil. No horário do almoço Nivaldo não para. No entanto, ele não se cansa, procura executar o trabalho com muita dedicação, visto que, quando visita um estabelecimento também gosta de ser bem atendido. A simpatia e paciência são as suas maiores destrezas.
“O maior movimento do restaurante acontece aos finais de semana. Nós, garçons, temos que ter muita atenção e carinho para fornecer um atendimento de excelência a todos. Nem sempre o cliente estará num bom dia, mas nós precisamos estar de bem com a vida para realizar nosso trabalho a contento”, salienta.

Casado com Samara Krebtkoski, Nivaldo aguarda a chegada do seu terceiro filho. A gravidez foi descoberta recentemente, ele ainda não sabe o sexo do bebê. Seus outros dois filhos – Gustavo (16 anos) e Vinícius (10) – são frutos do primeiro casamento, ambos moram em São Paulo com a mãe. A saudade dos herdeiros costuma bater forte.
“Eu amo muito meus filhos. Minha vida tomou esse rumo, porém sempre farei o máximo que puder por eles”, afirma.

Mensagem aos colegas
Nesta marcante passagem, o simpático profissional deixa uma singela mensagem:
“Parabenizo todos os demais colegas garçons, que sempre estejamos prontos para atender nossos clientes da melhor maneira possível. É um orgulho poder dizer que sou garçom, que esta é a profissão da minha vida”.

Fotos: Lorran François Barentin/JR