nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 24 de outubro

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


POLÍTICA

Dando milho aos pombos 1...2...3...4

Debates

O Jornal Razão fará grandes debates com todos os candidatos a prefeito da região do Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda. O apresentador será Kaiann Barentin como mediador. Todos os coordenadores de campanha da região, incluindo Governador Celso Ramos, estão convidados a entrar em contato conosco. 48 98453-0809


Dando milho aos pombos 1

O PSB/40, como já exaustivamente falado, ficou isolado e teve que se contentar em apoiar a coligação dos candidatos do PSD/55. Já no campo de candidatos a vereadores, perdeu sua principal vedete, a vereadora Bete (até combinou Bete e vedete) e também deve perder o ex-vereador Paulinho Sartori que olhou para a lista de candidatos e viu que seria, no pau da goiaba, para eleger apenas um candidato, no caso, a atual vereadora, Deda.

Dando milho aos pombos 2

Na verdade o "Partido da Pombinha" ficou com praticamente 10 nomes para disputa de vagas à Câmara, sendo 7 ilustres desconhecidos. Nessa situação, o presidente do PSB/40, Roberto Vailati, sabe que dificilmente conseguirá eleger um único vereador, derrubando o projeto de reeleição de sua cunhada, a vereadora Deda, ex-PT e filiada no "Partido da Pombinha".

Dando milho aos pombos 3

Observadores da cena política lembram sempre que em 2004 Bebeto Ternes lançou-se candidato a prefeito, levando consigo seu sobrinho, Tiago Andriani, o "Tyuco", que acabou eleito com 534 votos. O que poucos lembram é que Bebeto vendo que seu projeto havia naufragado, tentou ao menos eleger o sobrinho, fazendo investimentos na candidatura do mesmo. Os companheiros de partido, também candidatos a vereador, vendo que não se elegeriam, começaram a se jogar nas cordas, enfraquecendo a coligação e praticamente impedindo a eleição do sobrinho de Bebeto. Para estancar as desistências, Bebeto passou a dar um "milhinho" para alguns candidatos, impedindo que os mesmos desistissem.

Dando milho aos pombos 4

O fato tem tudo para se repetir 16 anos depois, com o presidente do "Partido da Pombinha" correndo em busca de candidatos a vereador para fortalecer o projeto de reeleição da vereadora Deda, sua cunhada. Como a lista de candidatos é pequena e um pouco fragilizada, com nomes pouco conhecidos, por certo terá que fortalecer as "pombinhas" e "pombinhos" com algum agrado, para que os candidatos não desanimem.

Reviravolta 1

Essa eleição, igual a todas as outras, não poupou ninguém na modinha do Samba do Crioulo Doido. O CIDADANIA/23 na última hora saltou fora da Coligação encabeçada pelo MDB/15 e pulou para o lado da coligação PDT/12/PSL/17. A pré-candidata a prefeita, Fernanda Melo Bayer, afirma que parte do partido está com ela e uma pequena parte com o adversário. Com pouquíssimos filiados parece que uma parte saiu da convenção em um Fusca e a outra, a maior, de Gol.

Reviravolta 2

Segundo informações a alta cúpula do CIDADANIA/23, leia-se Edemilson Devitte e a esposa Gislaine Serpa Devitte, decidiram migrar para junto da candidatura de Thiago Peixoto dos Anjos PDT/12. A princípio a conversa era para Gislaine ser a vice na chapa encabeçada pelo PDT. O projeto do casal, sabe-se lá porque, subiu no telhado.

Paulinho 1

O pré-candidato a vice-prefeito pelo PSL/17, na chapa encabeçada pelo PDT/12, advogado e contador Paulo Roberto Severiano, passou o final de semana trabalhando em sua candidatura, realizando contatos e pedindo apoio para o projeto oposicionista. No final da noite de domingo, em razão de um problema com a ex-esposa, que literalmente deu B.O, Paulinho amanheceu a segunda-feira decidido a saltar fora do projeto, abandonando a candidatura e deixando o pré-candidato Thiago em péssimos lençóis.

Paulinho 2

Na verdade Paulinho era o nome do PSL e representava o fortalecimento da coligação entre os Brizolistas e os aliados do Governador Carlos Moisés. Sem qualquer expressão política, Paulinho Severiano foi facilmente substituído na manhã de ontem pelo jovem empresário Bruno Bordin, neto do "Maneca da Manecar".

Paulinho 3

O fato é que o PDT/12 ficou na chuva por conta de um ato isolado ocorrido na vida particular do pré-candidato a vice-prefeito Paulinho Severiano. O mais importante de tudo isso foi a decisão irrevogável de Severiano em desistir da pré-candidatura tão logo ocorreu o fato em sua vida pessoal. A decisão foi tão sábia que ninguém poderá falar qualquer coisa contra Severiano ou mesmo contra o cabeça de chapa, o pré-candidato a prefeito Thiago Peixoto dos Anjos.

Ela não vai 1

Conforme divulgado pela coluna com EXCLUSIVIDADE, a vereadora em 6º mandato, Elizabete Mianes da Silva, a Bete, não disputará as eleições de 15 de novembro. Bete avaliou os colegas de chapa e constatou que a nominata do PSB/40 não possui envergadura e que boa parte dos nomes que haviam lhe afiançado que seriam candidatos, simplesmente desistiram. Bete é experiente e resolveu encerrar a carreira em grande estilo.

Ela não vai 2

O fato que causou estranheza nas articulações em torno da candidatura da vereadora Bete, foi que no mesmo momento que o alto escalão da campanha do 55 tentava convencer Bete para disputar o 7º mandato consecutivo, o presidente do PSD/55, Gil e o secretário Rosenildo de Amorim, se faziam presentes na casa da sobrinha da vereadora, Rosimery, convencendo-a a disputar uma vaga à Câmara pelo 55. Bete entendeu como a senha para não continuar no processo.

Ela não vai 3

Esse "ela não vai 3 é necessário" porque temos afirmado que Bete migrou para o "Partido da Pombinha" em busca de um novo voo, pois se desejasse apenas ser candidata a vereadora, teria ficado no PSD/55. Bete saltou fora do 55 na última semana do prazo da janela permitida pela Justiça Eleitoral, sem ao menos dialogar com o prefeito Eloi Rocha. Tudo foi muito rápido e ao que parece, por uma proposta arrebatadora vinculada ao projeto do PSB/40 como companheiro de chapa do PSD/55. O que o dirigente do Partido da Pombinha não explicou é que ele mesmo seria o nome na vaga de vice, caso surgisse tal possibilidade.

Ney da Tijusat

O Partido Social Cristão - PSC de Tijucas definiu na última quarta-feira a chapa majoritária para as eleições deste ano. O partido homologou os nomes de Sidney Machado, o popular Ney da Tijusat, e Wesley Paiva, como pré-candidatos a prefeito e vice, respectivamente. Ney manteve a promessa de ser candidato. A dúvida é se irá até 15 de novembro ou se saltará fora no meio do caminho.

Prazo final

Dia 26 de setembro é o último dia para registro de candidaturas, sendo que muitos partidos e coligações ainda podem "completar suas atas". Até lá as especulações continuarão e muitas coisas ainda podem acontecer. Há quem aposte que algum dos postulantes desista da candidatura.

MDB 1

O mais tradicional partido de Tijucas, o MDB/15, que desde 1970 disputa eleições na cidade do abacate, sempre com candidatos a prefeito, manteve a escrita e lançou a vereadora Fernanda Melo Bayer como candidata a prefeita e o também vereador Elói Pedro Geraldo como candidato a vice-prefeito (informação dada com EXCLUSIVIDADE ainda no mês de agosto). Quando muitos apostavam que haveria alguma movimentação contra a candidatura de Fernanda, a pré-candidata matou a bola no peito e saiu jogando.

MDB 2

Seria um fato histórico se a velha guarda emedebista abdicasse de um projeto majoritário apoiando outro partido. A história mostra que só se faz um partido forte com participação efetiva em eleições. Nesse quesito o MDB de Tijucas precisa valorizar a garra e a determinação da vereadora Fernanda Melo Bayer, que mesmo diante de uma possível falta de empolgação de algumas lideranças, colocou o partido nos trilhos e prepara a campanha com um discurso oposicionista, pretendendo ocupar lugar de destaque nas eleições de 15 de novembro.

PDT 1

O PDT/12 manteve seu projeto de coligação com o PSL/17, com o empresário Thiago Peixoto dos Anjos como candidato a prefeito e Bruno Bordin como candidato a vice-prefeito. Thiago soube superar a queda do antigo pré-candidato a vice, Paulinho Severiano, e fez o que havia prometido, seguir longe dos políticos tradicionais. A aposta de Thiago é no novo, no moderno, permitindo ao eleitor escolher algo diferente de tudo que temos hoje.

PDT 2

O desafio de Thiago é colar em Fernanda Melo Bayer e ser o nome preferencial de quem deseja mudar o grupo que administra a cidade de Tijucas de 2017 até o presente momento. Muitas lideranças emedebistas tradicionais têm manifestado apoio a Thiago, o que pode catapultar a candidatura do brizolista. Quem conseguir passar a melhor mensagem ao eleitor descontente com a atual administração pode passar na frente e consolidar a candidatura.

Blefes

Quem imaginou que a vereadora Fernanda iria blefar não apresentando sua candidatura ou que Thiago faria a mesma coisa, unindo-se, queimou a língua. A verdade é que são projetos diferentes com olhares diferentes e não poderiam conviver sem que um deles perdesse sua essência. Quem apostou no blefe é bom ir se acostumando com os novos tempos da política.

PSD

Com um olho na prefeitura e outro no cenário político, o pré-candidato a prefeito pelo PSD/55, Eloi Mariano Rocha segue a rotina de quem tem a preferência do eleitorado. Após a composição com o parceiro de chapa, Sérgio Fernandes Cardoso, o "Coisa Querida", Eloi tem revelado a amigos que fará uma campanha propositiva e tranquila.

PL

O Partido Liberal/22 terá na dupla Adalto Gomes e Fernando Rodrigues, ambos do PL/22 a sua força máxima para o pleito eleitoral de 15 de novembro. A expectativa reside na nominata de candidatos a vereadores.

PT não vai 1

Em comunicado oficial, o Diretório do Partido dos Trabalhadores de Tijucas comunicou a decisão de não participar das Eleições Municipais deste ano. No comunicado, o Diretório reforça o posicionamento ideológico do partido e deixa claro que não apoiará projetos de poder que se choquem com seus ideais. Lideranças atribuem a falta de organização do partido o único motivo de não participação nas eleições.

PT não vai 2

Na nota a direção do PT/13 faz um desabafo: "avaliamos ainda que o processo político enfrentado internamente é significativo e será histórico para o partido no município. Afastaram-se de nossa sigla muitos dos elementos eleitoreiros habituados a utilizar nossa valorosa sigla para projetos pessoais".

PT não vai 3

E a nota continua espinafrando os interesseiros de plantão e avisa que não apoiará projetos de oportunistas. "Não votamos em partidos que não estejam comprometidos com a causa do povo pobre e trabalhador, em elementos abertamente reacionários que comprometem o Estado Democrático e de Direito e muito menos em oportunistas eleitorais".


Pensei...pensei... pensei...

Pela nota assinada pelo Partido dos Trabalhadores o partido foi jogado às traças e serviu apenas a interesses pessoais. Quem foram esses elementos que deixaram o partido nessa situação calamitosa?  




ULTIMAS NOTÍCIAS

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.