nas-redes.png

EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 24 de Julho

Capa
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


Isolamento, medo, ansiedade e depressão

Por Psicóloga Karoline Anjos

CRP 12/18789

 Isolamento, medo, angustia, ansiedade, depressão, insegurança, dúvidas. Como está a saúde emocional da mulher e da sua família nesse momento? Sou Karoline Anjos, sou Psicóloga perinatal, atuo no consultório ajudando mulheres com ansiedade e problemas de autoestima, principalmente gestantes e mães no puerpério. O período perinatal, que significa em torno do nascimento, é o período de maior mudança na vida da mulher, é um verdadeiro turbilhão de emoções. Nesse momento com a pandemia a saúde emocional das mães e gestantes está sendo ainda mais afetada, devido ao fato do isolamento, do medo, da insegurança, por não poderem ter sua rede de apoio, familiares e amigos por perto. O medo e o isolamento têm afetado ainda mais o dia a dia e a qualidade de vida das mães e gestantes!

 Segundo dados da OMS, mais de 24 milhões de pessoas no Brasil tem algum sintoma ligado a ansiedade. Cerca de 35% das gestantes em nosso país apresentam alta ansiedade, cerca de 60% apresentam estresse em algum nível e 25% apresentam sintomas de depressão. Diante de tamanha relevância, quero propor uma reflexão a respeito do tema: como lidar com o medo e a ansiedade na gestação?

 O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Sabemos que o medo pode ser uma reação protetora e saudável do ser humano. Pois pode vir de estímulos reais de ameaças à vida. A cada situação nova, inesperada, que representa um perigo, surge o medo. E quando além do medo e ansiedade por causa da gestação, ainda tem se que enfrentar o medo e ansiedade em relação à uma doença? Como agir? O que fazer quando o medo nos paralisa? Como lidar com a ansiedade nesse período? Como buscar ter controle emocional em uma época de tantos desafios? São perguntas frequentes durante os atendimentos no consultório. Acredito no poder da informação e do conhecimento compartilhado com um grande ponto de partida para ajudar as pessoas.

 A primeira coisa que sugiro para se fazer nesses momentos de alta ansiedade é tirar o foco das notícias ruins, fazer um "detox" dos conteúdos que te geram angustia e ansiedade, seja na TV ou redes sociais e buscar se conectar com você, com as possibilidades que você tem, procurar entender esse sentimento e olhar para as possibilidades, que possibilidades são essas? Ligar para alguém para conversar, tirar um tempo para fazer uma atividade prazerosa, como ler um livro, dançar uma música enquanto se arruma, tomar um banho relaxante. Além de tudo isso, tem algo muito importante que você pode fazer para conter a ansiedade, escreva, escreva o que você está sentindo, tenha um caderno sempre por perto, um bloco de anotações e escreva. Escrever é uma ótima forma de expressarmos nossos pensamentos e emoções, então sempre que você estiver se sentindo mal, com pensamentos acelerados, com alguma angustia, sentindo algo que você não sabe o que é, ou mesmo está com a sensação de um sentimento "entalado" na garganta, que não te deixa focar em outra coisa, passe isso que você está sentindo para o papel. Não guarde para você. Tire isso de você através da sua escrita. A mesma dica vale para quando estamos com muitos pensamentos, ideias, muitas tarefas. Jogue tudo isso no papel, sua ansiedade vai junto com as suas palavras e você poderá ter mais clareza de tudo que está pensando e de tudo que precisa fazer. Se perceber que sua ansiedade não diminui e que além dela você sente outros sentimentos e tem pensamentos que estão te causando angustia e sofrimento no dia a dia, busque ajuda e apoio de profissionais da saúde. Hoje, de forma online, além de ser possível combater a solidão conversando com outras pessoas, existem muitas possibilidades de recebermos acolhimento e orientações de qualidade de profissionais dispostos a ajudar a enfrentar esse momento.

 Cuide-se e priorize sempre sua saúde.

Contatos e redes sociais 

(48) 991625292 (WhatsApp) Psicóloga Karoline Anjos (Instagram) Psicóloga Karoline Anjos (Facebook) Psicóloga Karoline Anjos (Youtube) Um grande





ULTIMAS NOTÍCIAS

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809

 

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

 

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.