Douglas B. Camargo

Historiador, raro caso de historiador de Direita, Cristão. Colunista.

Como manter a Direita após a eleição de 2022.

Avaliações dos erros e acertos que envolvem a questão.

Como manter a Direita após a eleição de 2022.


Com a derrota de Jair Messias Bolsonaro nas eleições de 2022, se instalou entre os direitistas cristãos um ar de desânimo e revolta, os desanimados acreditam que a esquerda irá imediatamente nos conduzir a ruína à moda venezuelana ou argentina, já  os revoltados foram imediatamente as rodovias estaduais e federais clamar por intervenção das forças armadas, intervenção  que jamais virá.

Olavo de Carvalho já previa esse tipo de catástrofe no primeiro ano de governo da direita, recém nascida, nascida prematuramente como ele dizia, uma vez que primeiro se elegeu um presidente mas antes deveriam se ter movimentos populares organizados e correntes educacionais, midiáticas, e jurídicas alinhadas à direita, ao pensamento conservador de costumes, pautados nos pilares judaico cristãos.

Vamos ao que foi feito errado e em seguida ao que deve ser feito.

PRIMEIRA GRANDE FALHA E A SOLUÇÃO: A não extinção do direito de reeleição. Caso Bolsonaro tivesse "cortado na própria carne" por volta do ano de 2019, imediatamente após subir ao poder, deveria ter proposto a não reeleição ao cargo de presidente. não o fez achando que o ex presidente lula era " peixe morto" pois estava preso. Essa proposta teria passado sem sombra de dúvidas, pois o "centrão" que na época era extramente hostilizado no discurso bolsonarista, teria votado maciçamente a favor. A esquerda por sua vez, feliz votaria a favor igualmente e alegremente afim de garantir que Bolsonaro não estivesse na disputa de 2022. E assim, provavelmente neste ano  estaríamos escolhendo no segundo turno das eleições entre Tarcisio e Haddad.

A lei de não reeleição iria prever que se pode apenas uma vez passar pelo cargo de presidente. Mandato único de 5 anos.

SEGUNDA GRANDE FALHA E A SOLUÇÃO: Centralização personalística da direita. a direita deve ser descentralizada de uma figura, ela deve começar em pequenos grupos e células comunitárias cristãs. é o conceito de que antes de existir a árvore deve existir o solo. grupos ecumênicos entre cristãos, que defendem a vida desde a sua concepção, contra o aborto, anti movimento " ideologia de gênero ", anti o relativismo moral, anti economia socialista. grupos formados em associação de moradores, associações municipais, estaduais.

Por exemplo: " Associação cristãos de direita do bairro ribeirão" onde os participantes se motivam entre si debatendo pontos e fortalecendo-se mutuamente nos valores que giram em torno de uma politica anti esquerda. Evitando debates teológicos conflitantes entre Evangélicos e Católicos, seria coerente o evangélico evitar mandar textos bíblicos acusando católicos de idolatria, e esses últimos mandar textos e imagens com mensagens que definam Protestantes como Hereges. A META SÃO OS PONTOS QUE NOS UNEM, PARA TRANSFORMAR A POLITICA. deixemos para o dia do Grande Juízo, Deus apontar qual interpretação Ele queria das escrituras.

A esquerda sabe da liderança da direita centralizada em Bolsonaro, por isso nem que tenha de forjar e inventar provas irá condena-lo em qualquer crime que exista ou tenha de ser inventado, assim eles pretendem garantir que até 2026 a direita tenha sido dissipada no Brasil.

TERCEIRA GRANDE FALHA E A SOLUÇÃO. Ainda existir Intervencionistas. só existe um tipo de ser humano tão ignorante ou mais que um esquerdista: o intervencionista. é de dar nojo a cada ressurgimento desses apelos onde um "zé das couves" qualquer manda áudios em grupos de whatsapp ou telegram, se dizendo oficial das forças armadas, e que esta tudo sendo preparado e planejado para uma intervenção e tomada do poder etc. e ver a quantidade de boas pessoas acreditando nisso. em 2017 lembro de uns tiozinhos aposentados do ramo operário, que prestaram serviço militar obrigatório na sua longínqua juventude vestidos com roupas camufladas compradas em lojas de caça e pesca  se dizendo generais,  mobilizando, como sempre, uma categoria muito valente e patriótica, porém facilmente manipulada: os caminhoneiros.

Não se enganem com os Generais, querem salário na conta e soluções aos problemas políticos que não os envolvam. Vão prestar continência pro Lula com tranquilidade. Em janeiro de 2023 todos irão ver.

O maior direitista da história do Brasil, Carlos Lacerda, dizia que: " ORA, SE QUEREMOS COMBATER OS COMUNISTAS É MELHOR TRATARMOS DE NÃO DARMOS RAZÕES AOS SEUS ARGUNENTOS".