Lorran Barentin

Herdeiro da Lenha na Fogueira e diretor do Jornal Razão. "Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade".

Será que o segundo consegue emplacar o primeiro?

Segundo mais votado nas últimas eleições municipais em Tijucas, Thiago Peixoto tenta convencer eleitorado a apoiar o projeto de Gean Loureiro para o Governo do Estado

Será que o segundo consegue emplacar o primeiro?

“Segundo lugar” e “vice” tem muito em comum. 

O segundo lugar nas eleições de 2020 para a Prefeitura de Tijucas, Thiago Peixoto dos Anjos, aposta na candidatura de Gean Loureiro para Governador de Santa Catarina e luta contra a máquina pública na cidade para tentar convencer os moradores a comprarem a ideia. 

O prefeito Eloi pediu e a grande maioria dos funcionários e cargos comissionados da Prefeitura estão apoiando de forma incisiva a pesada reeleição de Carlos Moisés. 

A mácula pelos R$ 33 milhões é jogada na cara de qualquer um que ouse mencionar a reeleição do atual Governador, que teve a sorte de “surfar na onda” em 2018 e “desembarcou” na Casa d'Agronômica.

Sempre atento às pesquisas, Thiago “se agarrou” na campanha de Gean e ganhou inusitados aliados. Destaca-se aqui o supracitado vice: até Coisa Querida, como é popularmente conhecido o engenheiro Sérgio Fernandes Cardoso, está gastando as “solas dos sapatos” em prol do ex-prefeito de Floripa. 

Outro forte apoiador é o cada vez mais político Maurício Poli, empresário de Tijucas que exerce seu primeiro mandato como vereador e promete surpreender em 2023. 

Thiago acredita que o segundo é capaz de emplacar o primeiro e aproveitou para fazer algumas exigências para Tijucas.

Se eleito, Gean se comprometeu com Thiago Peixoto a buscar viabilizar o sonhado molhe da Boca da Barra, a construção de um Hospital Regional e o asfaltamento das estradas do interior de Tijucas que não forem asfaltadas pelo Prefeito Eloi. 

Sonhar não custa nada, né?