15202912083430.png
Capa

EDIÇÃO IMPRESSA


VARIEDADES

O real sentido do Natal

''Então é natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez. (...)" Já leu essa frase praticamente cantando, né?! 

Pois é isso que acontece com o Natal, entramos no automático seguindo tradições que nossos pais, avós e parentes vão passando de geração em geração, cada um da sua forma, mas sempre com um objetivo em comum: as reuniões anuais de família e a troca de presentes.

Mas o que proponho nesse texto é uma reflexão mais profunda sobre o que o natal representa, até porque pelo fato de eu ter nascido no dia 25 dezembro, faz com que essa data se torne mais especial, e hoje procurando compreender o real sentido de todas as coisas (que é um exercício muito legal e que todos podemos fazer diariamente), observar as várias faces dos acontecimentos que passamos ao longo de nossas vidas.


Então vamos lá...

O natal, em primeiro lugar, dentro do conhecimento popular, é a celebração do nascimento de Jesus, apesar de que não existam fontes seguras que possam afirmar que esse seja o exato dia em que ele veio ao mundo. Porém o que muitos não sabem é que antes mesmo de o natal ser uma festa cristã, ela já era cultuada pelos romanos para celebrar a chegada do inverno (lembrando que em Dezembro na Europa é quando inicia o inverno), e daí vem a ideia de se ter um pinheiro como árvore que representa o natal. Pois essa é a que mais resiste aos invernos rigorosos, e mais pra frente já explico essa correlação ao que estamos vivenciando hoje.


Já a figura emblemática do natal sendo o Papai Noel, é inspirado em um bispo turco chamado São Nicolau. Ele costumava deixar moedas próximas a chaminé das pessoas mais necessitadas, e com o passar dos anos, através das campanhas publicitárias, São Nicolau deu lugar a figura de barba branca e vestido de vermelho que traz presentes para as crianças que se comportaram ao longo do ano, e essa também é uma reflexão que vamos fazer em seguida.

Bem, como já disse anteriormente, o fato de o natal representar também o nascimento de Jesus, comecemos por ele.

Já parou para pensar que Jesus dentro da história cristã que conhecemos, foi um cara que não remava contra a maré? Mesmo diante de todas as adversidades que enfrentara ao longo da vida, nunca deixou de acreditar em uma energia superior, onde cada um usa a nomenclatura que lhe for mais confortável, Deus, Jeová, Todo poderoso, a Espiritualidade, o Universo, etc. Todos falamos da mesma energia, do mesmo ser que rege tudo, apenas de formas diferentes.

Enfim, perceba como dentro da história ele já sabia o que ia acontecer com ele, e não relutou apenas manteve-se em estado de presença, vivenciando suas experiências conforme se apresentavam e percebendo o que cada uma delas trazia de conhecimento. Assim como ele, todos nós estamos em um processo de evolução, para ensinar e aprender. Ou você acha que a "treta" que você tem com aquele amigo, ou aquele parente é só para lhe tirar do eixo? Não mesmo! Por detrás de cada acontecimento temos algo a aprender, se ficarmos apenas olhando pelo aspecto negativo, não vamos absorver esse aprendizado e por consequência ficaremos mais tempo presos na mesma situação.

É como o repetir de ano na escola, se não aprendeu, vai ter que repetir até que aprenda e realmente absorva a informação, pois você precisa desse conhecimento para poder avançar na sua evolução. No exemplo da escola, se você não aprender a ler, não vai poder passar de ano, pois o próximo ano traz consigo outros aprendizados que dependem do que você, por lógica já era para saber. Assim é para toda a vida, se você teima em tentar "colar" do seu coleguinha, porque pra ele está dando certo, lembre-se que a maior professora é a vida, ela é muito esperta e faz testes diferentes para cada um, se você colar ou não estudar direito o seu processo, vai repetir de ano, ou seja, a mesma situação vai continuar ocorrendo até que você aprenda o que ela trouxe em seu real significado. Por isso, quanto mais você tentar escapar da situação para o seu aprendizado, mais ela vai aparecer, não dá pra pular etapas. (Fez sentido né?!)

E dentro dessa perspectiva de aprendizado, vamos concordar que todos somos "crianças" nessa escola da vida, e que quanto mais "birra" fizermos, mais dificultoso será o nosso processo de aprendizagem.

Tenho quase certeza que você vai lembrar de alguma situação onde a sua mãe falou: "Mas você não é todo mundo!". E ela está certíssima. Você é um ser único que faz parte do todo, você é uma unidade da Humanidade, que tem sua função, e ao exercer essa função estará cumprindo o seu propósito, por isso não se compare com o outro, não queira ser o outro, cada um é diferente em sua realidade, e estamos aqui aprendendo a Ser Humano.

Vamos voltar a questão do Papai Noel, que é um cara que aparece uma vez por ano, com a promessa de que se eu for bonzinho, serei presenteado.

Olhe agora para a sua vida, pense em tudo o que você está vivenciando nesse momento. Como está o seu coração? E a sua mente? Como são seus pensamentos? Você está feliz com a vida que está levando? Como você se sente? Cansado(a), alegre, com medo, sente alguma angústia?

A pergunta ideal não é: "Porque eu estou passando por isso?", mas sim: "Pra quê eu estou passando por isso?"

Lembre-se de que atraímos aquilo que emanamos, ou como diria o pequeno Príncipe: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." (A. S. Exupéry). Mas podemos pensar também na física: Lei da ação e reação, ou trocando em miúdos na sabedoria popular: tudo o que vai, volta, veja que novamente falamos da mesma coisa, de várias formas diferentes, todas as nossas ações tem um resultado futuro seja a curto ou longo prazo.

Você não materializa aquilo que deseja, mas aquilo que vibra, pois o desejo pode ser algo apenas do seu racional (da sua cabeça, para preencher um vazio). Ou esse desejo pode ser do seu coração, que é o que lhe aquece o peito, lhe faz suspirar, e o coração bater mais forte. É o emocional que te faz VIBRAR (lembrou do marido ou do filho, ou você mesmo quando o seu time de futebol faz um GOL, e aquela felicidade é incontrolável? - pois é... isso é o seu emocional vibrando). E é essa vibração que atrai as situações "boas" ou "ruins" para a sua vida.

Então mais uma vez eu lhe pergunto: O que você está vibrando; sentindo nesse momento da sua vida?

Por isso, nesse final de ano faça uma retrospectiva de tudo o que você vivenciou no último ano. Reveja suas ações, consigo mesmo e com o próximo. E não pense apenas em coisas grandes, se atente aos detalhes. Aquela palavra que saiu sem querer, mas que possa ter ofendido alguém ou uma discussão desnecessária, o papel que você jogou no chão, etc. Ou pense também o que você fez a você mesmo. Sim! Você se acolheu, ou se deixou de lado? Está fazendo coisas que não gosta apenas para agradar o outro? E a sua felicidade, por onde anda? O que você faz que lhe deixa feliz? Ou está apenas vivendo no automático?

Lembre-se que você atrai o que você emana, por isso, qual energia estás jogando para o universo?

Um exercício muito legal nesse natal é observar como está a sua árvore de natal. Lembre-se que tudo o que você chama de "Meu" tem a sua energia, e por isso é um reflexo de você. Olhe para a sua árvore de natal. Primeiro, você tem? Como ela é? Grande ou pequena? Como são os enfeites, que cor ela é? (sim, pois hoje temos árvores de várias cores), se ela não for a verde tradicional, olhe a cor, e veja que a beleza existe mesmo quando não estamos encaixados dentro de um padrão imposto pelo externo (pessoas ou a sociedade em si). E a estrutura? Ela está firme, ou caindo para um lado ou para o outro? Enfim, analise a sua árvore e perceba o que ela traz de informações para a sua própria vida.

Acredito que o Natal seja um momento ideal para o resgate da nossa criança interior, pois damos vida ao que acreditamos ser irreal, como o "Papai Noel", e sempre com a promessa de que receberemos os presentes que desejamos se obedecermos ao papai e a mamãe.

Mas espere aí... Você foi um bom menino ou menina esse ano? Respeitou as leis universais? Não falo aqui dos mandamentos ou leis jurídicas, mas aquilo que faz seu coração se aquecer, aquilo que lhe deixa feliz ao realizar, muito diferente dos sentimentos de medo, inveja, apego, raiva, e por aí vai. O ser bonzinho não é apenas com as outras pessoas, mas com você mesmo(a).

Por isso, nesse Natal, faça uma reflexão da sua vida, e veja se suas ações com o todo são condizentes com o que você deseja alcançar: saúde, um bom trabalho, um relacionamento estável, SER FELIZ.

Que possamos resgatar nossa criança interior, aquela criança que se preocupa com o Todo, que acredita que o mundo seja um eterno brincar e que é sincera, com ela e com o outro.

Deixo também, um vídeo muito especial, que mostra que só o amor transforma, que é o respeito que nos conecta. Meu sobrinho Matheus de quase 4 anos, foi junto com o Vovô, cuidar de um bezerro que havia recém nascido e que não queria mamar. Perceba como ele canta para o pequeno dormir para melhorar, e mais abaixo, 2 dias depois um vídeo do mesmo bezerro já mamando direto na vaca? Coincidência? Não sabemos, mas acredito que o amor que ele doou naquele momento com certeza fez a diferença. É a inocência sem julgamento com amor incondicional em ação. Fazer, pois quer o bem do outro, e é essa a criança que existe em você e que pode estar machucada, em dor, querendo ser amada, acolhida e respeitada, por isso dê atenção a ela e deixe que ela se manifeste, reflita o que você gostava de fazer quando pequeno(a), e veja se o que você realiza hoje é próximo do que fazia. Lembre-se de que lá atrás você vivia a sua essência, aquilo que você é lá no fundo, e não o fruto de obrigações e metas impostas pelo externo.

Desejo que nesse natal, você possa olhar para a sua vida; e caso perceba que ela não está tão boa assim, resgate a coragem da sua criança interior para dar o primeiro passo em direção a mudança que tanto deseja. Tenha força e faça isso de coração. Pois você é o único(a) capaz de se ajudar de verdade.

A saída não está fora, está dentro. Pode parecer estranho, mas a saída de uma casa está dentro dela (em uma porta ou janela), então procure a saída para o que te mantem preso(a) dentro de você mesmo(a). Se está difícil, peça ajuda, pois quando temos o desejo de melhorar, todo o universo conspira a nosso favor, e com certeza pessoas vão surgir para lhe ajudar, se você realmente querer de coração.

Desejo um natal com muita lucidez e amor para você e toda a sua família!

Jhonata Santos
Humanoterapeuta
Psicanalista Espiritualista.





ULTIMAS NOTÍCIAS

jr.png

| | insta |

Quem somos | Mapa do site | Webmail | Painel de controle

Copyright © 2017 Jornal Razão - Tijucas SC
Todos os direitos reservados.


Whatsapp
(48) 8453-0809


EDIÇÃO IMPRESSA

Sexta, 27 de junho

Capa