'Nova cidade' entre Tijucas e Porto Belo começa a ser construída nos próximos meses

O Reserva Royal faz divisa com uma área de 1 milhão de m² de Mata Atlântica nativa preservada, que fará parte do empreendimento.

'Nova cidade' entre Tijucas e Porto Belo começa a ser construída nos próximos meses Divulgação/Drone JR

O Reserva Royal faz divisa com uma área de 1 milhão de m² de Mata Atlântica nativa preservada, que fará parte do empreendimento.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

Continua depois da publicidade
posto da praça

Localizado em um importante entroncamento rodoviário (BR-101 e SC-410), Tijucas chama atenção, com suas terras planas e ainda vazias, de grandes empresas e investidores de olho nos mercados consumidores do Vale do Itajaí e da Grande Florianópolis.

É lá que será erguida a primeira fase do Reserva Royal, empreendimento da Verde & Azul Urbanismo, empresa da holding de negócios da família Bayer.

O Reserva Royal faz divisa com uma área de 1 milhão de m² de Mata Atlântica nativa preservada, que fará parte do empreendimento. 

Conforme apurado com exclusividade pelo Jornal Razão, os futuros moradores ainda contarão com um parque ecológico de 400 mil m² às margens do Rio Santa Luzia com módulos elevados para quadra de esportes, e um parque orquidófilo de 300 mil m², com diversas espécies de orquídeas, que fazem parte da composição de fauna em Santa Catarina. 

A interação com a natureza é um diferenciais do projeto, pois o empreendimento vai oferecer trilhas na copa das árvores da mata nativa e mirantes para apreciação da natureza e do mar.

O empreendimento que começa a sair do papel do segundo semestre de 2022. Acompanhe os detalhes do projeto pelo Jornal Razão ou inscrevendo-se pelo site da Verde & Azul. Clique aqui para acessar! 


Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA

posto da praça
posto da praça

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

RESERVA ROYAL 300x600