Soldado brasileiro na Ucrânia morre em ataque russo

Segundo a família, a morte havia sido informada por companheiros militares

Soldado brasileiro na Ucrânia morre em ataque russo Reprodução

Segundo a família, a morte havia sido informada por companheiros militares

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

PUBLICIDADE topsul

O soldado brasileiro André Hack Bahi, de 43 anos, que estava lutando na guerra da Ucrânia como voluntário, morreu após um ataque russo. A informação foi dada por militares que o acompanhavam em missão, nesta segunda-feira, 6.

Pelas redes sociais, um companheiro de André Bahi, chamado André Kirvaitis, publicou mensagens em homenagem ao brasileiro. Ao jornal O Globo, parentes de Bahi confirmaram que a morte havia sido informada por companheiros militares, porém, sem qualquer notificação oficial das Forças Armadas da Ucrânia ou Itamaraty.

Bahi era natural e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ele deixa três filhos, de 2, 9 e 14 anos, que moram no Brasil.

PUBLICIDADE

iPet

TV Razão

Maickon Sgrott - Presidente da Câmara de Tijucas  no Conversa Franca
Conversa Franca

Maickon Sgrott - Presidente da Câmara de Tijucas no Conversa Franca

Assista

Além de André Bahi, as Forças Especiais do Exército da Ucrânia contam com outro soldado brasileiro voluntário, Leanderson Paulino.

Segundo informações da BBC Brasil, um dos maiores sonhos do gaúcho era participar de uma guerra. "Quando criança não lembro bem a idade mas uma redação de escola a professora da (sic) o título 'QUAL SEU SONHO' (...) Eu disse morrer na guerra. Então com a situação que me encontro não sei dizer.", revelou o soldado. 

O soldado brasileiro André Hack Bahi, de 43 anos, que estava lutando na guerra da Ucrânia como voluntário, morreu após um ataque russo. A informação foi dada por militares que o acompanhavam em missão, nesta segunda-feira, 6.

Pelas redes sociais, um companheiro de André Bahi, chamado André Kirvaitis, publicou mensagens em homenagem ao brasileiro. Ao jornal O Globo, parentes de Bahi confirmaram que a morte havia sido informada por companheiros militares, porém, sem qualquer notificação oficial das Forças Armadas da Ucrânia ou Itamaraty.

TV Razão

Maickon Sgrott - Presidente da Câmara de Tijucas  no Conversa Franca
Conversa Franca

Maickon Sgrott - Presidente da Câmara de Tijucas no Conversa Franca

Assista

Bahi era natural e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ele deixa três filhos, de 2, 9 e 14 anos, que moram no Brasil.

Além de André Bahi, as Forças Especiais do Exército da Ucrânia contam com outro soldado brasileiro voluntário, Leanderson Paulino.

Segundo informações da BBC Brasil, um dos maiores sonhos do gaúcho era participar de uma guerra. "Quando criança não lembro bem a idade mas uma redação de escola a professora da (sic) o título 'QUAL SEU SONHO' (...) Eu disse morrer na guerra. Então com a situação que me encontro não sei dizer.", revelou o soldado. 

Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA

Kock
Kock

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BEIRA RIO