Obra do alargamento da faixa de areia de Itapema pode começar em outubro

Estudo técnico localizou jazida há 5 km da costa e há 12 metros de profundidade com areia compatível a da orla

Obra do alargamento da faixa de areia de Itapema pode começar em outubro Bruno Lima

Estudo técnico localizou jazida há 5 km da costa e há 12 metros de profundidade com areia compatível a da orla

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

PUBLICIDADE GABRIEL 01

O processo para iniciar o alargamento da faixa de areia da Meia Praia e do Estreito, em Itapema, seguiu para o Instituto do Meio Ambiente (IMA), onde aguarda as análises do órgão para que seja emitido o Licenciamento Ambiental. A expectativa é que em até 60 dias a prefeitura obtenha esse documento e inicie os trâmites para a licitação e contratação da empresa que realizará a obra e depois disso comece a tão esperada obra.

Todos os estudos ambientais, para o alargamento da faixa de areia, em Itapema, foram concluídos. Um dos levantamentos técnicos, que foi realizado por uma equipe da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), contratada pela prefeitura, é denominado ‘Estudo de Mar’.

O levantamento feito pela equipe multidisciplinar formada por 16 pessoas, localizou uma jazida há 5 km da costa e há 12 metros de profundidade. Os técnicos também analisaram se a areia desse ponto seria compatível com a da orla de Itapema. Com isso, ao contrário do município de Balneário Camboriú, a draga não ficará tão distante da costa, otimizando o tempo de obra e resultando em uma economia de R$ 10 milhões.

PUBLICIDADE

ALLIANCE 300X600

TV Razão

Em pauta, saúde de Tijucas, destino do Hospital São José, obras na cidade e os bastidores da Administração Municipal. Assista!
Conversa Franca

Em pauta, saúde de Tijucas, destino do Hospital São José, obras na cidade e os bastidores da Administração Municipal. Assista!

Assista Agora

Conforme destaca Marcelo Correia, assessor especial de captação de recursos e projetos da prefeitura, com a jazida próxima, o alargamento deve ser concluído em até 60 dias, após todos os trâmites burocráticos, que envolvem emissão do licenciamento ambiental e licitação para contratação da empresa. “ Estamos avançado muito nesse projeto e atualmente se encontra na fase de licenciamento no IMA, onde passou por várias etapas, desde a questão da concepção do projeto, da elaboração dos contextos complementares, a identificação da jazida”, explica


A previsão é que saindo o licenciamento, a prefeitura inicie o mais rápido possível o processo de licitação já em setembro e as obras comecem a partir de outubro. O cronograma prevê que todo engordamento da praia seja concluído em até 60 dias, ou seja, até dezembro de 2022. Mas, se os técnicos acharem que o prazo ficará muito apertado, a obra começará após o término da temporada de verão em 2023.

O projeto envolve a ampliação da faixa de areia, que atualmente é de 30 metros para 60 metros. Também será construída uma via com duas faixas na Meia Praia em frente a nova orla. Isso irá ajudar na mobilidade urbana e também segurança. A proposta também inclui obras de revitalização e paisagismo. O valor total da obra está previsto em R$ 69 milhões.

“Vamos conseguir proteger nossa praia fazendo uma ampliação adequada para a necessidade turística e da população. Em conversa com IMA eles nos pediram 60 dias para fazer toda analise, e dentro do prazo temos expectativa para iniciar a obra o mais rápido possível. Caso não ocorra isso, vamos iniciar em 2023. Em questão de recursos o Governo do Estado não aportou medidas e recursos para execução dessa obra, mas, o munícipio tem alternativas como a operação urbana”, finaliza.


Fonte: Visor Notícias






O processo para iniciar o alargamento da faixa de areia da Meia Praia e do Estreito, em Itapema, seguiu para o Instituto do Meio Ambiente (IMA), onde aguarda as análises do órgão para que seja emitido o Licenciamento Ambiental. A expectativa é que em até 60 dias a prefeitura obtenha esse documento e inicie os trâmites para a licitação e contratação da empresa que realizará a obra e depois disso comece a tão esperada obra.

Todos os estudos ambientais, para o alargamento da faixa de areia, em Itapema, foram concluídos. Um dos levantamentos técnicos, que foi realizado por uma equipe da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), contratada pela prefeitura, é denominado ‘Estudo de Mar’.

TV Razão

Em pauta, saúde de Tijucas, destino do Hospital São José, obras na cidade e os bastidores da Administração Municipal. Assista!
Conversa Franca

Em pauta, saúde de Tijucas, destino do Hospital São José, obras na cidade e os bastidores da Administração Municipal. Assista!

Assista Agora

O levantamento feito pela equipe multidisciplinar formada por 16 pessoas, localizou uma jazida há 5 km da costa e há 12 metros de profundidade. Os técnicos também analisaram se a areia desse ponto seria compatível com a da orla de Itapema. Com isso, ao contrário do município de Balneário Camboriú, a draga não ficará tão distante da costa, otimizando o tempo de obra e resultando em uma economia de R$ 10 milhões.

Conforme destaca Marcelo Correia, assessor especial de captação de recursos e projetos da prefeitura, com a jazida próxima, o alargamento deve ser concluído em até 60 dias, após todos os trâmites burocráticos, que envolvem emissão do licenciamento ambiental e licitação para contratação da empresa. “ Estamos avançado muito nesse projeto e atualmente se encontra na fase de licenciamento no IMA, onde passou por várias etapas, desde a questão da concepção do projeto, da elaboração dos contextos complementares, a identificação da jazida”, explica


A previsão é que saindo o licenciamento, a prefeitura inicie o mais rápido possível o processo de licitação já em setembro e as obras comecem a partir de outubro. O cronograma prevê que todo engordamento da praia seja concluído em até 60 dias, ou seja, até dezembro de 2022. Mas, se os técnicos acharem que o prazo ficará muito apertado, a obra começará após o término da temporada de verão em 2023.

O projeto envolve a ampliação da faixa de areia, que atualmente é de 30 metros para 60 metros. Também será construída uma via com duas faixas na Meia Praia em frente a nova orla. Isso irá ajudar na mobilidade urbana e também segurança. A proposta também inclui obras de revitalização e paisagismo. O valor total da obra está previsto em R$ 69 milhões.

“Vamos conseguir proteger nossa praia fazendo uma ampliação adequada para a necessidade turística e da população. Em conversa com IMA eles nos pediram 60 dias para fazer toda analise, e dentro do prazo temos expectativa para iniciar a obra o mais rápido possível. Caso não ocorra isso, vamos iniciar em 2023. Em questão de recursos o Governo do Estado não aportou medidas e recursos para execução dessa obra, mas, o munícipio tem alternativas como a operação urbana”, finaliza.


Fonte: Visor Notícias






Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA

inova
inova

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Sicredi 03