Ciro declara apoio a Lula e Moro a Bolsonaro no 2º turno

Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro disputam votos pela Presidência da República no dia 30 de outubro

Ciro declara apoio a Lula e Moro a Bolsonaro no 2º turno Divulgação

Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro disputam votos pela Presidência da República no dia 30 de outubro

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

Continua depois da publicidade


O ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (União Brasil), eleito senador da República pelo Paraná, anunciou apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta terça-feira, dia 4, enquanto Ciro Gomes (PDT) anunciou apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no segundo turno das eleições 2022.

“Lula não é uma opção eleitoral, com seu governo marcado pela corrupção da democracia. Contra o projeto de poder do PT, declaro, no segundo turno, o apoio para Bolsonaro”, publicou Moro no Twitter.

Ciro Gomes anunciou o apoio a Lula em um vídeo publicado no YouTube. O PDT, partido de Ciro, também anunciou apoio ao ex-presidente. No entanto, Ciro evitou citar o nome de Lula no vídeo de pouco menos de três minutos.

"Lamento que a democracia brasileira tenha afunilado a tal ponto que reste para o brasileiro duas opções, a meu ver, insatisfatórias [...]. Adianto que não pleiteio e não aceitarei qualquer cargo em um eventual futuro governo. Quero estar livre ao lado da sociedade, em especial da juventude, lutando por transformações profundas, como as que propusemos durante a campanha", afirmou Ciro.

O candidato do PDT, que recebeu 3.599.287 votos (3,04%) no primeiro turno, ainda disse que vai fiscalizar quem for eleito para comandar o Brasil a partir de 2023. "Ao povo brasileiro me dirijo: fiquem certo de que, como sempre fiz, vou fiscalizar, acompanhar de perto o dia a dia do governo que assumirá em janeiro. Assim como vou seguir estudando e apresentando ideias para o nosso país", finalizou.

O candidato do PDT foi o quarto mais votado no primeiro turno, atrás de Lula, Bolsonaro e Simone Tebet. A candidata do MDB ainda não divulgou oficialmente quem irá apoiar no segundo turno.

Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA