Gás de cozinha apresenta aumento de R$ 10 em SC

O primeiro semestre de 2022 registrou aumentos em todo o estado

Gás de cozinha apresenta aumento de R$ 10 em SC Reprodução

O primeiro semestre de 2022 registrou aumentos em todo o estado

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

Continua depois da publicidade

O gás de cozinha ficou R$ 10,83 nos seis primeiros meses de 2022 em Santa Catarina. O preço médio do botijão de 13 kg passou de R$ 110,54 para R$ 121,37 entre os meses de janeiro e junho.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), que realiza a pesquisa de preços semanalmente, 384 revendedores de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) foram analisados em janeiro deste ano.

Na ocasião, o preço foi superior aos R$ 102,41 da média nacional. Além disso, Santa Catarina tinha também o maior preço médio entre as Unidades Federativas do Sul do Brasil.

No cenário estadual, Laguna, no Sul de Santa Catarina, era a detentora do menor preço médio sendo encontrado por R$ 95,50. Já Caçador, localizado no Oeste do estado, apresentava o mais alto definido em R$ 122.69, ou seja, acima até mesmo da média estadual de junho.

De acordo com a pesquisa realizada pela ANP entre os dias 26 de junho e o último sábado (2), o gás de cozinha ficou ainda mais caro. Isso porque o preço médio encontrado nos 84 postos de revenda de Santa Catarina foi para R$ 122,34.

Ou seja, o produto já soma um aumento de R$ 11,8 (10,67%) em desde a primeira pesquisa de 2022. Dessa vez, nenhuma das 21 cidades registrou o preço médio abaixo de R$ 100.

Caçador lidera o ranking como cidade com o gás mais caro, com preço médio entre R$ 133,33 reais.  Balneário Camboriú é o vice-líder, com preço médio de R$ 132,00. Na capital do estado, o preço médio registrado foi de R$ 119,33. 

Fonte: ND+

Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA