Laudo do IML descarta crime na morte do menino Ítalo, em Rio Negrinho

O laudo aponta que o corpo do menino não tinha sinais de violência sexual ou qualquer violência física interna e externa

Laudo do IML descarta crime na morte do menino Ítalo, em Rio Negrinho Nossas Notícias

O laudo aponta que o corpo do menino não tinha sinais de violência sexual ou qualquer violência física interna e externa

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

Continua depois da publicidade

O laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML) descartou a possibilidade de Ítalo Jorli, de 5 anos, ter sido vítima de qualquer tipo de violência.

O corpo do menino havia sido encontrado após 9 dias de buscas no rio em Rio Negrinho, na manhã desta terça-feira (7).

“O laudo aponta que o corpo do menino não tinha sinais de violência sexual ou qualquer violência física interna e externa. Seus órgãos e estrutura óssea estavam preservados”, detalhou o delegado Rubens Passos de Freitas, responsável pelo caso.

O exame foi realizado pelo IML de Joinville e o resultado foi recebido pelo delegado na noite desta terça-feira (7).

Desta forma, ele explica que a conclusão do caso é de que a morte foi por afogamento. Desde o dia 29 de maio, data do desaparecimento do menino, a Polícia Civil analisou imagens diversas, ouviu depoimentos da mãe do menino, de familiares e de vizinhos.

“Ainda faltam laudos complementares. Foi pedido o exame toxicológico e outros de praxe, mas descartamos qualquer crime”, enfatizou. 

Ítalo desapareceu da frente de sua casa no dia 29 de maio. Ele morava com a mãe e uma tia. Desde o primeiro dia do desaparecimento da criança, seus pais, familiares, vizinhos e pessoas da comunidade se dedicaram a procurá-lo.

Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil trabalharam incansavelmente todos os dias nas buscas e investigações do caso. A Defesa Civil do município também apoiou os trabalhos.

Fonte: Nossas Notícias

Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA