Corpo de homem escondido em freezer estava junto com refrigerantes oferecidos a equipe de buscas

Os bombeiros chegaram a almoçar na residência e ninguém percebeu o corpo da vítima no freezer

Corpo de homem escondido em freezer estava junto com refrigerantes oferecidos a equipe de buscas Divulgação / Redes sociais

Os bombeiros chegaram a almoçar na residência e ninguém percebeu o corpo da vítima no freezer

Participe do grupo e receba as principais notícias
da região em tempo real.

Continua depois da publicidade


O corpo do caminhoneiro Valdemir Hoeckler, de 52 anos, foi encontrado morto dentro de um freezer em Lacerdópolis, no Oeste catarinense, estava escondido embaixo de refrigerantes e foram oferecidos aos bombeiros durante buscas.

Segundo o delegado Gilmar Antônio Bonamigo, o recipiente, uma semana antes estava vazio, e havia sido totalmente abastecido de produtos. Ninguém percebeu o corpo no local, os refrigerantes foram oferecidos por um vizinho, que era amigo do casal e costumava frequentar a casa deles.

Conforme o investigador, o vizinho relatou à polícia que, dias antes do desaparecimento, o freezer estava vazio.

A vítima foi morta pela esposa Claudia Tavares Hoeckler, de 40 anos, que durante uma entrevista ao canal Beto Ribeiro, no YouTube confessou o crime motivado por supostos episódios de violência doméstica.

Ela se apresentou na delegacia de Joaçaba na mesma região nesta última segunda-feira (21), na companhia de seu advogado.

Segundo a Polícia Civil, a esposa teria agido sozinha. A motivação do crime, no entanto, ainda está sob investigação.



Siga-nos no Google News

CLIQUE PARA CONTINUAR A LEITURA