Marina diz que Brasil tem 120 milhões de pessoas passando fome

Declaração viralizou nas redes sociais junto a fala de Haddad, que pregou boicote a empresas que não seguem a agenda do PT

Marina diz que Brasil tem 120 milhões de pessoas passando fome

Reprodução / Redes sociais

Participe do grupo e receba as principais notícias em tempo real.

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou nessa terça-feira (17), durante um painel no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, que o Brasil tem 120 milhões de pessoas passando fome. O número é mais da metade da população do país. 

Em dezembro de 2022, o IBGE apontou que o Brasil conta com 207,8 milhões de habitantes.

“O mundo é desigual. No meu país, tem 120 milhões de pessoas que estão passando fome. Nós tínhamos saído do Mapa da Fome e agora temos 33 milhões de pessoas que estão vivendo com menos de um dólar por dia. A sustentabilidade não é só econômica, não é só ambiental, ela é também social e é também política”, disse Marina em um painel.

A declaração de Marina repercurtiu negativamente nas redes sociais. Seguidores questionaram o dado apresentado pela ministra e alegaram que o número dito por ela é mais da metade da população de 207 milhões do Brasil, segundo o IBGE.

Ainda durante o evento, a ministra de Lula também cobrou dos países ricos uma doação de cerca de R$ 500 bilhões para a proteção ambiental.

Em 2022, pesquisa apontou que mais de 33 milhões de brasileiros passam fome todo dia.

Fernando Haddad, da Fazenda também causou polêmica após confessar e estimular que consumidores que boicotem empresas por questões ideológicas. 

“Não compro nem um palito de fósforo”, afirmou Haddad. Durante o evento, o ministro disse que os consumidores podem pressionar as empresas ao promover boicotes.

“No Brasil, em função do engajamento de algumas empresas com o governo extremista que foi derrotado, muita gente deixou de consumir os produtos dessas empresas no Brasil”, declarou Haddad. “Eu mesmo sou um que não consumo sem prestar atenção em qual produto estou adquirindo. Não compro nem um palito de fósforo de uma empresa que não tenha compromisso com as minhas questões.”